Eclesiastes 10



1 Assim como a mosca morta faz exalar mau cheiro e inutilizar o unguento do perfumador, assim é para o famoso em sabedoria e em honra um pouco de estultícia.

1 As moscas mortas fazem com que o ungüento do perfumista emita mau cheiro; assim um pouco de estultícia pesa mais do que a sabedoria e a honra.

1 As moscas mortas fazem com que o óleo do perfumista se corrompa e produza mau cheiro. Da mesma forma, um pouco de tolice pode fazer o conhecimento perder todo o seu valor.

1 Dead flies make a perfumer's oil stink, so a little foolishness is weightier than wisdom and honor.

2 O coração do sábio está à sua mão direita, mas o coração do tolo está à sua esquerda.

2 O coração do sábio o inclina para a direita, mas o coração do tolo o inclina para a esquerda.

2 O coração do sábio se inclina para o bem e o direito, mas o coração do insensato, para o mal e o injusto.

2 A wise man's heart directs him toward the right, but the foolish man's heart directs him toward the left.

3 E, até quando o tolo vai pelo caminho, lhe falta entendimento, e diz a todos que é tolo.

3 E, até quando o tolo vai pelo caminho, falta-lhe o entendimento, e ele diz a todos que é tolo.

3 Mesmo quando tenta andar pelo bom caminho, o néscio demonstra que não tem o mínimo de sabedoria.

3 Even when the fool walks along the road, his sense is lacking and he demonstrates to everyone that he is a fool.

4 Levantando-se contra ti o espírito do governador, não deixes o teu lugar, porque o acordo é um remédio que aquieta grandes pecados.

4 Se se levantar contra ti o espírito do governador, não deixes o teu lugar; porque a deferência desfaz grandes ofensas.

4 Se o espírito, a ira, de uma autoridade se levantar contra ti, não abandones o teu posto, porquanto a calma evita grandes erros.

4 If the ruler's temper rises against you, do not abandon your position, because composure allays great offenses.

5 Ainda há um mal que vi debaixo do sol, como o erro que procede do governador:

5 Há um mal que vi debaixo do sol, semelhante a um erro que procede do governador:

5 Há, todavia, outro mal que observei debaixo do sol, um erro cometido pelos que têm o poder de governar:

5 There is an evil I have seen under the sun, like an error which goes forth from the ruler--

6 o tolo, assentam-no em grandes alturas, mas os ricos estão assentados em lugar baixo.

6 a estultícia está posta em grande dignidade, e os ricos estão assentados em lugar humilde.

6 tolos são guindados a cargos importantes, enquanto ricos e cultos são assentados em lugares inferiores.

6 folly is set in many exalted places while rich men sit in humble places.

7 Vi servos a cavalo e príncipes que andavam a pé como servos sobre a terra.

7 Tenho visto servos montados a cavalo, e príncipes andando a pé como servos.

7 Tenho visto servos cavalgando, e príncipes andando a pé, como se fossem servos.

7 I have seen slaves riding on horses and princes walking like slaves on the land.

8 Quem fizer uma cova cairá nela, e quem romper um muro, uma cobra o morderá.

8 Aquele que abrir uma cova, nela cairá; e quem romper um muro, uma cobra o morderá.

8 Quem cava uma cilada, cairá nela; e quem derrubar um muro, uma cobra o morderá.

8 He who digs a pit may fall into it, and a serpent may bite him who breaks through a wall.

9 Quem acarretar pedras será maltratado por elas, e o que rachar lenha expõe-se ao perigo.

9 Aquele que tira pedras é maltratado por elas, e o que racha lenha corre perigo nisso.

9 Quem remove pedras acabará sendo machucado por uma delas, e o que racha lenha corre grande perigo.

9 He who quarries stones may be hurt by them, and he who splits logs may be endangered by them.

10 Se estiver embotado o ferro, e não se afiar o corte, então, se deve pôr mais forças; mas a sabedoria é excelente para dirigir.

10 Se estiver embotado o ferro, e não se afiar o corte, então se deve pôr mais força; mas a sabedoria é proveitosa para dar prosperidade.

10 Se o machado perder o corte e não for afiado, será preciso golpear com muito mais força; ter uma atitude sábia assegura o sucesso!

10 If the axe is dull and he does not sharpen its edge, then he must exert more strength. Wisdom has the advantage of giving success.

11 Se a cobra morder antes de estar encantada, então, remédio nenhum haverá no mais hábil encantador.

11 Se a cobra morder antes de estar encantada, não há vantagem no encantador.

11 Não adianta saberes encantar cobras se permitires que uma delas te morda.

11 If the serpent bites before being charmed, there is no profit for the charmer.

12 Nas palavras da boca do sábio, há favor, mas os lábios do tolo o devoram.

12 As palavras da boca do sábio são cheias de graça, mas os lábios do tolo o devoram.

12 As palavras da boca do sábio são agradáveis, mas os lábios do insensato o devoram.

12 Words from the mouth of a wise man are gracious, while the lips of a fool consume him;

13 O princípio das palavras da sua boca é a estultícia, e o fim da sua boca, um desvario péssimo.

13 O princípio das palavras da sua boca é estultícia, e o fim do seu discurso é loucura perversa.

13 No início, as palavras da sua boca são tolice e no final são loucura maligna.

13 the beginning of his talking is folly and the end of it is wicked madness.

14 Bem que o tolo multiplique as palavras, não sabe o homem o que será; e quem lhe fará saber o que será depois dele?

14 O tolo multiplica as palavras, todavia nenhum homem sabe o que há de ser; e quem lhe poderá declarar o que será depois dele?

14 O insensato multiplica as palavras, no entanto, ninguém imagina o que está por vir; quem poderá prevenir a outros sobre o que ainda virá mais tarde?

14 Yet the fool multiplies words No man knows what will happen, and who can tell him what will come after him?

15 O trabalho dos tolos a cada um deles fatiga, pois não sabem como ir à cidade.

15 O trabalho do tolo o fatiga, de sorte que não sabe ir à cidade.

15 O trabalho do tolo o deixa tão fatigado que ele nem consegue achar o caminho de casa.

15 The toil of a fool so wearies him that he does not even know how to go to a city.

16 Ai de ti, ó terra, cujo rei é criança e cujos príncipes comem de manhã.

16 Ai de ti, ó terra, quando o teu rei é criança, e quando os teus príncipes banqueteiam de manhã!

16 Ó terra, ai de ti quando o teu governante é inexperiente e quando os teus príncipes banqueteiam logo pela manhã!

16 Woe to you, O land, whose king is a lad and whose princes feast in the morning.

17 Bem-aventurada, tu, ó terra cujo rei é filho dos nobres e cujos príncipes comem a tempo, para refazerem as forças e não para bebedice.

17 Bem-aventurada tu, ó terra, quando o teu rei é filho de nobres, e quando os teus príncipes comem a tempo, para refazerem as forças, e não para bebedice!

17 Ó terra, feliz de ti se o teu rei é filho de nobres e se os teus líderes comem com equilíbrio, e no devido tempo a fim de recuperar as forças, e não para embriagar-se.

17 Blessed are you, O land, whose king is of nobility and whose princes eat at the appropriate time--for strength and not for drunkenness.

18 Pela muita preguiça se enfraquece o teto, e pela frouxidão das mãos goteja a casa.

18 Pela preguiça se enfraquece o teto, e pela frouxidão das mãos a casa tem goteiras.

18 Por causa da preguiça o telhado se enverga; por causa da falta de disposição de restaurar, a casa tem goteiras.

18 Through indolence the rafters sag, and through slackness the house leaks.

19 Para rir se fazem convites, e o vinho alegra a vida, e por tudo o dinheiro responde.

19 Para rir é que se dá banquete, e o vinho alegra a vida; e por tudo o dinheiro responde.

19 O banquete traz diversão, e o vinho alegra a vivência, mas é com dinheiro que se consegue tudo isso.

19 Men prepare a meal for enjoyment, and wine makes life merry, and money is the answer to everything.

20 Nem ainda no teu pensamento amaldiçoes o rei, nem tampouco no mais interior da tua recâmara amaldiçoes o rico; porque as aves dos céus levariam a voz e o que tem asas daria notícia da palavra.

20 Nem ainda no teu pensamento amaldições o rei; nem tampouco na tua recâmara amaldiçoes o rico; porque as aves dos céus levarão a voz, e uma criatura alada dará notícia da palavra.

20 Não amaldiçoeis o rei nem mesmo em pensamento. Tampouco em seu aposento insultes o rico! Porquanto uma ave do céu poderá levar as suas palavras pelo ar, e seres alados poderão se encarregar de divulgar aos quatro ventos tudo o que disseste!

20 Furthermore, in your bedchamber do not curse a king, and in your sleeping rooms do not curse a rich man, for a bird of the heavens will carry the sound and the winged creature will make the matter known.



Public Domain - Portuguese Bible [Almeida:1628-1691]

Bíblia King James Atualizada (Português) © 2012 Abba Press. Usado com permissão.

n/a

New American Standard Bible Copyright ©1960, 1962, 1963, 1968, 1971, 1972, 1973, 1975, 1977, 1995 by The Lockman Foundation, La Habra, Calif. All rights reserved. For Permission to Quote Information visit http://www.lockman.org