Isaías 21



1 Peso do deserto do mar. Como os tufões de vento do sul, que tudo assolam, ele virá do deserto, de uma terra horrível.

1 Oráculo acerca do deserto do mar. Como os tufões de vento do sul, que tudo assolam, aí vem do deserto, duma terra horrível.

1 Palavra de advertência contra o deserto que fica junto ao mar: Como ventanias em redemoinho que varrem o Neguebe, um invasor se aproxima vindo do deserto, de uma nação onde domina o terror.

1 The oracle concerning the wilderness of the sea As windstorms in the Negev sweep on, It comes from the wilderness, from a terrifying land.

2 Dura visão me foi anunciada: o pérfido trata perfidamente, e o destruidor anda destruindo. Sobe, ó Elão, sitia, ó Média, que já fiz cessar todo o seu gemido.

2 Dura visão me foi manifesta: o pérfido trata perfidamente, e o destruidor anda destruindo. Sobe, ó Elão, sitia, ó Média; já fiz cessar todo o seu gemido.

2 Eis que tive uma visão horrível: “O traidor fora traído, o saqueador, devastado. Vai à luta, pois Elam! Média, sitia teu inimigo! Porquanto ponho fim a toda aflição provocada por essa nação.

2 A harsh vision has been shown to me; The treacherous one still deals treacherously, and the destroyer still destroys Go up, Elam, lay siege, Media; I have made an end of all the groaning she has caused.

3 Por isso os meus lombos estão cheios de angústia; dores se apoderam de mim como as dores daquela que dá à luz; fiquei abatido quando ouvi, e desanimado vendo isso.

3 Pelo que os meus lombos estão cheios de angústia; dores apoderaram-se de mim como as dores de mulher na hora do parto; estou tão atribulado que não posso ouvir, e tão desfalecido que não posso ver.

3 Eis que as minhas entranhas se contorceram de angústia, senti como que as dores de uma mulher em trabalho de parto; eis que estou de tal forma transtornado que não posso ouvir claramente, tão perplexo que não consigo enxergar nitidamente.

3 For this reason my loins are full of anguish; Pains have seized me like the pains of a woman in labor. I am so bewildered I cannot hear, so terrified I cannot see.

4 O meu coração se agita, o horror apavora-me; a noite que desejava, se me tornou em temor.

4 O meu coração se agita, o horror apavora-me; o crepúsculo, que desejava, tem-se-me tornado em tremores.

4 O meu coração bate forte e parece derreter dentro do peito, o terror me subjuga; a hora do pôr-do-sol sempre tão almejada, agora se me torna em má expectativa e pavor.

4 My mind reels, horror overwhelms me; The twilight I longed for has been turned for me into trembling.

5 Põem-se a mesa, estão de atalaia, comem, bebem; levantai-vos, príncipes, e untai o escudo.

5 Eles põem a mesa, estendem os tapetes, comem, bebem. Levantai-vos, príncipes, e ungi o escudo.

5 A mesa está posta, os lugares estão dispostos e tudo está preparado; come-se e bebe-se. De pé, ó príncipes e líderes! Untai vossos escudos!

5 They set the table, they spread out the cloth, they eat, they drink; "Rise up, captains, oil the shields,"

6 Porque assim me disse o Senhor: Vai, põe uma sentinela, e ela que diga o que vir.

6 Porque assim me disse o Senhor: Vai, põe uma sentinela; e ela que diga o que vir.

6 Em verdade, assim me falou o Eterno: “Vai, põe de prontidão um atalaia! Ele permanecerá atento e avisará tudo o que se aproximar!

6 For thus the Lord says to me, "Go, station the lookout, let him report what he sees.

7 E quando vir um carro com um par de cavaleiros, um carro com jumentos, e um carro com camelos, ela que observe atentamente com grande cuidado.

7 Quando vir uma tropa de cavaleiros de dois a dois, uma tropa de jumentos, ou uma tropa de camelos, escute a sentinela atentamente com grande cuidado.

7 Eis que ele verá carros com parelhas em jumentos ou em camelos, ele que preste atenção, muita atenção!”

7 "When he sees riders, horsemen in pairs, A train of donkeys, a train of camels, Let him pay close attention, very close attention."

8 E clamou: Um leão, meu Senhor! Sobre a torre de vigia estou em pé continuamente de dia, e de guarda me ponho noites inteiras.

8 Então clamou aquele que viu: Senhor, sobre a torre de vigia estou em pé continuamente de dia, e de guarda me ponho todas as noites.

8 Então, de repente, eis que o atalaia bradou como um leão: “Dia após dia, meu senhor, eu permaneço na torre de vigia; todas as noites me mantenho em pé e atento no posto de sentinela.

8 Then the lookout called, "O Lord, I stand continually by day on the watchtower, And I am stationed every night at my guard post.

9 E eis agora vem um carro com homens, e um par de cavaleiros. Então respondeu e disse: Caída é Babilónia, caída é! E todas as imagens de escultura dos seus deuses quebraram-se no chão.

9 E eis aqui agora vem uma tropa de homens, cavaleiros de dois a dois. Então ele respondeu e disse: Caiu, caiu Babilônia; e todas as imagens esculpidas de seus deuses são despedaçadas até o chão.

9 Vede! Eis que agora vem se aproximando um homem em seu carro com uma parelha de cavalos. Então, ergueu ele a voz e proclamou: ‘Caiu! Caiu a Babilônia! Todas as imagens dos seus deuses estão despedaçadas no chão!’”

9 "Now behold, here comes a troop of riders, horsemen in pairs." And one said, "Fallen, fallen is Babylon; And all the images of her gods are shattered on the ground."

10 Ah, malhada minha, e trigo da minha eira! O que ouvi do SENHOR dos Exércitos, Deus de Israel, isso vos anunciei.

10 Ah, malhada minha, e trigo da minha eira! o que ouvi do Senhor dos exércitos, Deus de Israel, isso vos tenho anunciado.

10 Oh! Povo meu, malhado e debulhado como o trigo na minha eira! O que ouvi de Yahweh, o SENHOR dos Exércitos, Deus de Israel, isso precisamente vos declaro!

10 O my threshed people, and my afflicted of the threshing floor! What I have heard from the LORD of hosts, The God of Israel, I make known to you.

11 Peso de Dumá. Gritam-me de Seir: Guarda, que houve de noite? Guarda, que houve de noite?

11 Oráculo acerca de Dumá. Alguém clama a mim de Seir: Guarda, que horas são da noite? guarda, que horas são da noite?

11 Oráculo contra Duma, Silêncio. Eis que o povo de Seir me questiona: “Sentinela, quanto ainda falta para acabar a noite? Atalaia, quanto falta para passar esta noite?”

11 The oracle concerning Edom One keeps calling to me from Seir, "Watchman, how far gone is the night? Watchman, how far gone is the night?"

12 E disse o guarda: Vem a manhã, e também a noite; se quereis perguntar, perguntai; voltai, vinde.

12 Respondeu o guarda: Vem a manhã, e também a noite; se quereis perguntar, perguntai; voltai, vinde.

12 E o guarda responde: “Eis que a aurora vem raiando, contudo a noite também se aproxima com rapidez; ora, se quereis indagar outra vez, voltai e perguntai!”.

12 The watchman says, "Morning comes but also night. If you would inquire, inquire; Come back again."

13 Peso contra Arábia. Nos bosques da Arábia passareis a noite, ó viandantes de Dedanim.

13 Oráculo contra a Arábia. Nos bosques da Arábia passareis a noite, ó caravanas de dedanitas.

13 Oráculo contra a Arábia: Nos bosques da Arábia, passareis a noite, ó caravanas de dedanitas.

13 The oracle about Arabia In the thickets of Arabia you must spend the night, O caravans of Dedanites.

14 Saí com água ao encontro dos sedentos; moradores da terra de Tema, saí com pão ao encontro dos fugitivos.

14 Saí com água ao encontro dos sedentos; ó moradores da terra de Tema, saí com pão ao encontro dos fugitivos.

14 Traga-se água ao encontro dos que morrem de sede; ó habitantes da terra de Temá, levai pão aos fugitivos.

14 Bring water for the thirsty, O inhabitants of the land of Tema, Meet the fugitive with bread.

15 Porque fogem de diante das espadas, de diante da espada desembainhada, e de diante do arco armado, e de diante do peso da guerra.

15 pois fogem diante das espadas, diante da espada desembainhada, e diante do arco armado, e diante da pressão da guerra.

15 Porquanto fogem de diante das espadas, de diante das espadas desembainhadas, dos arcos armados e da malignidade da guerra!

15 For they have fled from the swords, From the drawn sword, and from the bent bow And from the press of battle.

16 Porque assim me disse o Senhor: Dentro de um ano, como os anos de jornaleiro, desaparecerá toda a glória de Quedar.

16 porque assim me disse o Senhor: Dentro de um ano, tal como os anos de jornaleiro, toda a glória de Quedar esvaecerá.

16 Porque assim revela o Eterno: “Dentro de um ano, nem um dia menos, nem mais, como num contrato de jornada de trabalho, toda a glória de Quedar encontrará seu fim e desaparecerá.

16 For thus the Lord said to me, "In a year, as a hired man would count it, all the splendor of Kedar will terminate;

17 E os restantes do número dos flecheiros, os poderosos dos filhos de Quedar, serão diminuídos, porque assim disse o SENHOR Deus de Israel. 

17 e os restantes do número dos flecheiros, os valentes dos filhos de Quedar, serão diminuídos; porque assim o disse o Senhor, Deus de Israel.

17 E assim, poucos serão os sobreviventes dos flecheiros, dos guerreiros de Quedar!” Eis, portanto, a Palavra de Yahweh, o SENHOR, Deus de Israel.

17 and the remainder of the number of bowmen, the mighty men of the sons of Kedar, will be few; for the LORD God of Israel has spoken."



Public Domain - Portuguese Bible [Almeida:1628-1691]

Bíblia King James Atualizada (Português) © 2012 Abba Press. Usado com permissão.

n/a

New American Standard Bible Copyright ©1960, 1962, 1963, 1968, 1971, 1972, 1973, 1975, 1977, 1995 by The Lockman Foundation, La Habra, Calif. All rights reserved. For Permission to Quote Information visit http://www.lockman.org