Jó 30



1 Mas agora se riem de mim os de menos idade do que eu, e cujos pais eu teria desdenhado de pôr com os cães do meu rebanho.

1 Mas agora zombam de mim os de menos idade do que eu, cujos pais teria eu desdenhado de pôr com os cães do meu rebanho.

1 “Agora, entretanto, jovens que não respeitam a minha idade, cujos pais eu preteri por justo motivo, negando-lhes inclusive estar com os cães do rebanho, se riem da minha situação.

1 "But now those younger than I mock me, Whose fathers I disdained to put with the dogs of my flock.

2 De que também me serviria a força das suas mãos, força de homens cuja velhice esgotou-lhes o vigor?

2 Pois de que me serviria a força das suas mãos, homens nos quais já pereceu o vigor?

2 Contudo, de que me serviria a força de suas mãos, já que desapareceu o seu vigor?

2 "Indeed, what good was the strength of their hands to me? Vigor had perished from them.

3 De míngua e fome se debilitaram; e recolhiam-se para os lugares secos, tenebrosos, assolados e desertos.

3 De míngua e fome emagrecem; andam roendo pelo deserto, lugar de ruínas e desolação.

3 Desfigurados de tanta necessidade e fome, chegavam a roer o que encontravam pelas terras ressequidas por onde caminhavam a esmo; em sombrios, áridos e devastados desertos.

3 "From want and famine they are gaunt Who gnaw the dry ground by night in waste and desolation,

4 Apanhavam malvas junto aos arbustos, e o seu mantimento eram raízes dos zimbros.

4 Apanham malvas junto aos arbustos, e o seu mantimento são as raízes dos zimbros.

4 Nos campos de mato rasteiro apanhavam ervas, e a raiz da giesta era o seu alimento.

4 Who pluck mallow by the bushes, And whose food is the root of the broom shrub.

5 Do meio dos homens eram expulsos (gritava-se contra eles como contra um ladrão),

5 São expulsos do meio dos homens, que gritam atrás deles, como atrás de um ladrão.

5 Do meio da comunidade foram expulsos aos gritos, como se fossem criminosos.

5 "They are driven from the community; They shout against them as against a thief,

6 para habitarem nos barrancos dos vales e nas cavernas da terra e das rochas.

6 Têm que habitar nos desfiladeiros sombrios, nas cavernas da terra e dos penhascos.

6 Foram obrigados a habitar nos desfiladeiros escuros, nas cavernas da terra e dos penhascos.

6 So that they dwell in dreadful valleys, In holes of the earth and of the rocks.

7 Bramavam entre os arbustos e ajuntavam-se debaixo das urtigas.

7 Bramam entre os arbustos, ajuntam-se debaixo das urtigas.

7 Rugem entre os arbustos, ajuntam-se amedrontados sob os espinheiros.

7 "Among the bushes they cry out; Under the nettles they are gathered together.

8 Eram filhos de doidos e filhos de gente sem nome e da terra eram expulsos.

8 São filhos de insensatos, filhos de gente sem nome; da terra foram enxotados.

8 São filhos de insensatos, filhos de gente sem nome; foram enxotados da terra.

8 "Fools, even those without a name, They were scourged from the land.

9 Mas agora sou a sua canção e lhes sirvo de provérbio.

9 Mas agora vim a ser a sua canção, e lhes sirvo de provérbio.

9 Entretanto, neste momento, me tornei tema para suas canções e lhes sirvo de metáfora e dito popular.

9 "And now I have become their taunt, I have even become a byword to them.

10 Abominam-me, e fogem para longe de mim, e no meu rosto não se privam de cuspir.

10 Eles me abominam, afastam-se de mim, e no meu rosto não se privam de cuspir.

10 Essa gente me odeia, tais pessoas se afastam de mim; não hesitam em cuspir em meu rosto.

10 "They abhor me and stand aloof from me, And they do not refrain from spitting at my face.

11 Porque Deus desatou a sua corda e me oprimiu; pelo que sacudiram de si o freio perante o meu rosto.

11 Porquanto Deus desatou a minha corda e me humilhou, eles sacudiram de si o freio perante o meu rosto.

11 Agora que Deus afrouxou a corda do meu arco de guerra e me prova com humilhação, eles sacudiram para longe de si os freios diante da minha face.

11 "Because He has loosed His bowstring and afflicted me, They have cast off the bridle before me.

12 À direita se levantam os moços; empurram os meus pés e preparam contra mim os seus caminhos de destruição.

12 ë direita levanta-se gente vil; empurram os meus pés, e contra mim erigem os seus caminhos de destruição.

12 À direita esses impiedosos me atacam; preparam ciladas para os meus pés e constroem rampas de cerco contra mim.

12 "On the right hand their brood arises; They thrust aside my feet and build up against me their ways of destruction.

13 Desbaratam-me o meu caminho; promovem a minha miséria; uma gente que não tem nenhum ajudador.

13 Estragam a minha vereda, promovem a minha calamidade; não há quem os detenha.

13 Destroem a minha vereda, promovem a minha calamidade, não há quem consiga detê-los.

13 "They break up my path, They profit from my destruction; No one restrains them.

14 Vêm contra mim como por uma grande brecha e revolvem-se entre a assolação.

14 Vêm como por uma grande brecha, por entre as ruínas se precipitam.

14 Avançam como por uma enorme brecha, precipitam-se violentamente por entre as ruínas.

14 "As through a wide breach they come, Amid the tempest they roll on.

15 Sobrevieram-me pavores; como vento perseguem a minha honra, e como nuvem passou a minha felicidade.

15 Sobrevieram-me pavores; é perseguida a minha honra como pelo vento; e como nuvem passou a minha felicidade.

15 Sobrevieram-me temores horríveis; vejo a minha dignidade sendo varrida pelo vento; meus sentimentos de paz e segurança se desfizeram como uma nuvem no céu.

15 "Terrors are turned against me; They pursue my honor as the wind, And my prosperity has passed away like a cloud.

16 E agora derrama-se em mim a minha alma; os dias da aflição se apoderaram de mim.

16 E agora dentro de mim se derrama a minha alma; os dias da aflição se apoderaram de mim.

16 E agora vejo a minha vida definhando; estou preso a dias de sofrimento.

16 "And now my soul is poured out within me; Days of affliction have seized me.

17 De noite, se me traspassam os meus ossos, e o mal que me corrói não descansa.

17 De noite me são traspassados os ossos, e o mal que me corrói não descansa.

17 A própria noite penetra os meus ossos; minhas dores me torturam sem cessar.

17 "At night it pierces my bones within me, And my gnawing pains take no rest.

18 Pela grande força do meu mal se demudou a minha veste, que, como a gola da minha túnica, me cinge.

18 Pela violência do mal está desfigurada a minha veste; como a gola da minha túnica, me aperta.

18 Em seu grande poder, Deus agarrou-me pela garganta com tanta violência que desfigurou toda a minha roupa; aperta-me com a própria gola da minha túnica.

18 "By a great force my garment is distorted; It binds me about as the collar of my coat.

19 Lançou-me na lama, e fiquei semelhante ao pó e à cinza.

19 Ele me lançou na lama, e fiquei semelhante ao pó e à cinza.

19 Lança-me na lama, e me vejo reduzido a pó e cinza.

19 "He has cast me into the mire, And I have become like dust and ashes.

20 Clamo a ti, mas tu não me respondes; estou em pé, mas para mim não atentas.

20 Clamo a ti, e não me respondes; ponho-me em pé, e não atentas para mim.

20 Clamo a ti, e não me respondes; coloco-me em pé, e não atentas aos meus rogos.

20 "I cry out to You for help, but You do not answer me; I stand up, and You turn Your attention against me.

21 Tornaste-te cruel contra mim; com a força da tua mão resistes violentamente.

21 Tornas-te cruel para comigo; com a força da tua mão me persegues.

21 Tornas-te insensível à minha pessoa e com a força da tua mão me espancas.

21 "You have become cruel to me; With the might of Your hand You persecute me.

22 Levantas-me sobre o vento, fazes-me cavalgar sobre ele e derretes-me o ser.

22 Levantas-me sobre o vento, fazes-me cavalgar sobre ele, e dissolves-me na tempestade.

22 Me ergues sobre o vento, fazes-me cavalgar sobre ele e me dissolves em meio à tempestade.

22 "You lift me up to the wind and cause me to ride; And You dissolve me in a storm.

23 Porque eu sei que me levarás à morte e à casa do ajuntamento destinada a todos os viventes.

23 Pois eu sei que me levarás à morte, e à casa do ajuntamento destinada a todos os viventes.

23 Entendo que me conduzirás à morte, ao lugar destinado a todos os viventes!

23 "For I know that You will bring me to death And to the house of meeting for all living.

24 Mas não estenderás a mão para um montão de terra, se houver clamor nele na sua desventura?

24 Contudo não estende a mão quem está a cair? ou não clama por socorro na sua calamidade?

24 Em verdade, não há quem dê a mão ao homem que cai em desgraça, nem mesmo quando este, em seu momento de ruína e aflição, grita suplicando por ajuda.

24 "Yet does not one in a heap of ruins stretch out his hand, Or in his disaster therefore cry out for help?

25 Porventura, não chorei sobre aquele que estava aflito, ou não se angustiou a minha alma pelo necessitado?

25 Não chorava eu sobre aquele que estava aflito? ou não se angustiava a minha alma pelo necessitado?

25 Ora, não chorava eu por causa dos que passavam necessidades? Quantas vezes minha alma se angustiou pelos pobres e aflitos?

25 "Have I not wept for the one whose life is hard? Was not my soul grieved for the needy?

26 Todavia, aguardando eu o bem, eis que me veio o mal; e, esperando eu a luz, veio a escuridão.

26 Todavia aguardando eu o bem, eis que me veio o mal, e esperando eu a luz, veio a escuridão.

26 Contudo, quando esperava eu receber o bem, me sobreveio o mal; quando saí em busca de luz, encontrei as trevas!

26 "When I expected good, then evil came; When I waited for light, then darkness came.

27 O meu íntimo ferve e não está quieto; os dias da aflição me surpreenderam.

27 As minhas entranhas fervem e não descansam; os dias da aflição me surpreenderam.

27 O meu interior se angustia terrivelmente e não consigo descansar; os dias de aflição caem um a um sobre a minha cabeça.

27 "I am seething within and cannot relax; Days of affliction confront me.

28 Denegrido ando, mas não do sol; levantando-me na congregação, clamo por socorro.

28 Denegrido ando, mas não do sol; levanto-me na congregação, e clamo por socorro.

28 Perambulo como enlutado e nem vejo a luz do sol; levanto-me no meio da comunidade e clamo por socorro.

28 "I go about mourning without comfort; I stand up in the assembly and cry out for help.

29 Irmão me fiz dos dragões, e companheiro dos avestruzes.

29 Tornei-me irmão dos chacais, e companheiro dos avestruzes.

29 Tornei-me irmão dos chacais e companheiro das corujas.

29 "I have become a brother to jackals And a companion of ostriches.

30 Enegreceu-se a minha pele sobre mim, e os meus ossos estão queimados do calor.

30 A minha pele enegrece e se me cai, e os meus ossos estão queimados do calor.

30 Minha própria pele escurece e descola do meu corpo que queima de febre.

30 "My skin turns black on me, And my bones burn with fever.

31 Pelo que se tornou a minha harpa em lamentação, e a minha flauta, em voz dos que choram.

31 Pelo que se tornou em pranto a minha harpa, e a minha flauta em voz dos que choram.

31 Já afinei minha harpa para cantos fúnebres, e minha flauta para o som de pesar e choro.

31 "Therefore my harp is turned to mourning, And my flute to the sound of those who weep.



Public Domain - Portuguese Bible [Almeida:1628-1691]

Bíblia King James Atualizada (Português) © 2012 Abba Press. Usado com permissão.

n/a

New American Standard Bible Copyright ©1960, 1962, 1963, 1968, 1971, 1972, 1973, 1975, 1977, 1995 by The Lockman Foundation, La Habra, Calif. All rights reserved. For Permission to Quote Information visit http://www.lockman.org