Provérbios 16



1 Do homem são as preparações do coração, mas do SENHOR, a resposta da boca.

1 Ao homem pertencem os planos do coração; mas a resposta da língua é do Senhor.

1 Ao ser humano foi concedida a capacidade de planejar, entretanto, é o SENHOR quem dá a palavra certa.

1 The plans of the heart belong to man, But the answer of the tongue is from the LORD.

2 Todos os caminhos do homem são limpos aos seus olhos, mas o SENHOR pesa os espíritos.

2 Todos os caminhos do homem são limpos aos seus olhos; mas o Senhor pesa os espíritos.

2 Todos os caminhos do homem parecem certos aos seus olhos, mas o SENHOR julga as verdadeiras motivações do coração.

2 All the ways of a man are clean in his own sight, But the LORD weighs the motives.

3 Confia ao SENHOR as tuas obras, e teus pensamentos serão estabelecidos.

3 Entrega ao Senhor as tuas obras, e teus desígnios serão estabelecidos.

3 Consagra ao SENHOR todas as tuas obras e os teus planos serão bem-sucedidos.

3 Commit your works to the LORD And your plans will be established.

4 O SENHOR fez todas as coisas para os seus próprios fins e até ao ímpio, para o dia do mal.

4 O Senhor fez tudo para um fim; sim, até o ímpio para o dia do mal.

4 O SENHOR criou tudo o que existe com um propósito definido; até mesmo os ímpios para o dia do castigo.

4 The LORD has made everything for its own purpose, Even the wicked for the day of evil.

5 Abominação é para o SENHOR todo altivo de coração; ainda que ele junte mão à mão, não ficará impune.

5 Todo homem arrogante é abominação ao Senhor; certamente não ficará impune.

5 Abominável é ao SENHOR todo arrogante de coração; é evidente que não ficará sem a devida punição.

5 Everyone who is proud in heart is an abomination to the LORD; Assuredly, he will not be unpunished.

6 Pela misericórdia e pela verdade, se purifica a iniquidade; e, pelo temor do SENHOR, os homens se desviam do mal.

6 Pela misericórdia e pela verdade expia-se a iniqüidade; e pelo temor do Senhor os homens se desviam do mal.

6 Por intermédio da misericórdia e da verdade se faz expiação do pecado; e pelo temor do SENHOR, o ser humano evita todo o maligno.

6 By lovingkindness and truth iniquity is atoned for, And by the fear of the LORD one keeps away from evil.

7 Sendo os caminhos do homem agradáveis ao SENHOR, até a seus inimigos faz que tenham paz com ele.

7 Quando os caminhos do homem agradam ao Senhor, faz que até os seus inimigos tenham paz com ele.

7 Quando as atitudes de uma pessoa são agradáveis ao SENHOR, até os inimigos dessa pessoa vivem em paz com ela, pela vontade divina.

7 When a man's ways are pleasing to the LORD, He makes even his enemies to be at peace with him.

8 Melhor é o pouco com justiça do que a abundância de colheita com injustiça.

8 Melhor é o pouco com justiça, do que grandes rendas com injustiça.

8 É muito melhor possuir poucos bens com honestidade do que riquezas com injustiça.

8 Better is a little with righteousness Than great income with injustice.

9 O coração do homem considera o seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos.

9 O coração do homem propõe o seu caminho; mas o Senhor lhe dirige os passos.

9 Em sua alma, o homem planeja seus caminhos, mas o SENHOR é quem determina seus passos.

9 The mind of man plans his way, But the LORD directs his steps.

10 Adivinhação se acha nos lábios do rei; em juízo não prevaricará a sua boca.

10 Nos lábios do rei acham-se oráculos; em juízo a sua boca não prevarica.

10 Os lábios do rei falam com grande autoridade; contudo, sua boca não deve jamais trair a justiça.

10 A divine decision is in the lips of the king; His mouth should not err in judgment.

11 O peso e a balança justa são do SENHOR; obra sua são todas as pedras da bolsa.

11 O peso e a balança justos são do Senhor; obra sua são todos os pesos da bolsa.

11 Equilíbrio e pesos honestos vêm do SENHOR; por isso, Ele deseja que a balança seja usada com justiça.

11 A just balance and scales belong to the LORD; All the weights of the bag are His concern.

12 Abominação é para os reis o praticarem a impiedade, porque com justiça se estabelece o trono.

12 Abominação é para os reis o praticarem a impiedade; porque com justiça se estabelece o trono.

12 A prática da impiedade é abominável para os governantes, porque com equidade deve ser estabelecido o poder.

12 It is an abomination for kings to commit wicked acts, For a throne is established on righteousness.

13 Os lábios de justiça são o contentamento dos reis, e eles amarão o que fala coisas retas.

13 Lábios justos são o prazer dos reis; e eles amam aquele que fala coisas retas.

13 Os lábios justos fazem a felicidade do rei, e ele ama as pessoas que falam a verdade.

13 Righteous lips are the delight of kings, And he who speaks right is loved.

14 O furor do rei é como um mensageiro da morte, mas o homem sábio o apaziguará.

14 O furor do rei é mensageiro da morte; mas o homem sábio o aplacará.

14 A ira do rei é prenúncio de morte, mas o homem sábio consegue acalmá-lo.

14 The fury of a king is like messengers of death, But a wise man will appease it.

15 Na luz do rosto do rei está a vida, e a sua benevolência é como a nuvem de chuva serôdia.

15 Na luz do semblante do rei está a vida; e o seu favor é como a nuvem de chuva serôdia.

15 A alegria no rosto do rei é sinal de vida; seu favor é como generosa nuvem de chuva na primavera.

15 In the light of a king's face is life, And his favor is like a cloud with the spring rain.

16 Quanto melhor é adquirir a sabedoria do que o ouro! E quanto mais excelente, adquirir a prudência do que a prata!

16 Quanto melhor é adquirir a sabedoria do que o ouro! e quanto mais excelente é escolher o entendimento do que a prata!

16 É muito melhor conquistar a sabedoria do que o ouro puro. É mais proveitoso obter o entendimento do que a prata mais valiosa.

16 How much better it is to get wisdom than gold! And to get understanding is to be chosen above silver.

17 O alto caminho dos retos é desviar-se do mal; o que guarda o seu caminho preserva a sua alma.

17 A estrada dos retos desvia-se do mal; o que guarda o seu caminho preserva a sua vida.

17 O caminho do justo evita o mal; quem guarda seu caminho preserva sua

17 The highway of the upright is to depart from evil; He who watches his way preserves his life.

18 A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda.

18 A soberba precede a destruição, e a altivez do espírito precede a queda.

18 A soberba precede a ruína, o espírito arrogante vem antes da queda.

18 Pride goes before destruction, And a haughty spirit before stumbling.

19 Melhor é ser humilde de espírito com os mansos do que repartir o despojo com os soberbos.

19 Melhor é ser humilde de espírito com os mansos, do que repartir o despojo com os soberbos.

19 Melhor é ter espírito humilde entre os oprimidos do que repartir um grande espólio com os arrogantes.

19 It is better to be humble in spirit with the lowly Than to divide the spoil with the proud.

20 O que atenta prudentemente para a palavra achará o bem, e o que confia no SENHOR será bem-aventurado.

20 O que atenta prudentemente para a palavra prosperará; e feliz é aquele que confia no Senhor.

20 Quem considera atentamente tudo o que fala, prospera, e feliz é aquele que confia no SENHOR.

20 He who gives attention to the word will find good, And blessed is he who trusts in the LORD.

21 O sábio de coração será chamado prudente, e a doçura dos lábios aumentará o ensino.

21 O sábio de coração será chamado prudente; e a doçura dos lábios aumenta o saber.

21 O sábio de coração é considerado inteligente; quem fala com equilíbrio tem o poder de convencer os outros.

21 The wise in heart will be called understanding, And sweetness of speech increases persuasiveness.

22 O entendimento, para aqueles que o possuem, é uma fonte de vida, mas a instrução dos tolos é a sua estultícia.

22 O entendimento, para aquele que o possui, é uma fonte de vida, porém a estultícia é o castigo dos insensatos.

22 O entendimento é fonte de vida para aqueles que o possuem, mas a insensatez traz castigos aos tolos.

22 Understanding is a fountain of life to one who has it, But the discipline of fools is folly.

23 O coração do sábio instrui a sua boca e acrescenta doutrina aos seus lábios.

23 O coração do sábio instrui a sua boca, e aumenta o saber nos seus lábios.

23 O coração do sábio ministra à sua boca, e seus lábios são hábeis para o ensino.

23 The heart of the wise instructs his mouth And adds persuasiveness to his lips.

24 Favo de mel são as palavras suaves: doces para a alma e saúde para os ossos.

24 Palavras suaves são como favos de mel, doçura para a alma e saúde para o corpo.

24 As palavras agradáveis são como um favo de mel, são doces para a alma e revigoram a saúde e a alegria de viver.

24 Pleasant words are a honeycomb, Sweet to the soul and healing to the bones.

25 Há caminho que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte.

25 Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte.

25 Há caminhos que parecem certos ao ser humano, contudo, no final conduzem à morte.

25 There is a way which seems right to a man, But its end is the way of death.

26 O trabalhador trabalha para si mesmo, porque a sua boca o instiga.

26 O apetite do trabalhador trabalha por ele, porque a sua fome o incita a isso.

26 A fome do trabalhador o obriga a trabalhar; é o seu estômago que o impulsiona.

26 A worker's appetite works for him, For his hunger urges him on.

27 O homem vão cava o mal, e nos seus lábios se acha como que um fogo ardente.

27 O homem vil suscita o mal; e nos seus lábios há como que um fogo ardente.

27 O homem maligno está sempre à procura de praticar o mal; até mesmo suas palavras são como o fogo devorador.

27 A worthless man digs up evil, While his words are like scorching fire.

28 O homem perverso levanta a contenda, e o difamador separa os maiores amigos.

28 O homem perverso espalha contendas; e o difamador separa amigos íntimos.

28 O homem perverso vive provocando contendas, assim como o difamador, que consegue separar os maiores amigos.

28 A perverse man spreads strife, And a slanderer separates intimate friends.

29 O homem violento persuade o seu companheiro e guia-o por caminho não bom.

29 O homem violento alicia o seu vizinho, e guia-o por um caminho que não é bom.

29 O homem violento alicia seu próprio amigo e o guia pelas trilhas do mal.

29 A man of violence entices his neighbor And leads him in a way that is not good.

30 Fecha os olhos para imaginar perversidades; mordendo os lábios, efetua o mal.

30 Quando fecha os olhos fá-lo para maquinar perversidades; quando morde os lábios, efetua o mal.

30 Quem faz sinais maliciosos com os olhos planeja o mal; quem franze os lábios já está a meio caminho da prática do que é ruim.

30 He who winks his eyes does so to devise perverse things; He who compresses his lips brings evil to pass.

31 Coroa de honra são as cãs, achando-se elas no caminho da justiça.

31 Coroa de honra são as cãs, a qual se obtém no caminho da justiça.

31 O cabelo grisalho é uma coroa de experiência e esplendor, que deve ser conquistada mediante uma vida justa.

31 A gray head is a crown of glory; It is found in the way of righteousness.

32 Melhor é o longânimo do que o valente, e o que governa o seu espírito do que o que toma uma cidade.

32 Melhor é o longânimo do que o valente; e o que domina o seu espírito do que o que toma uma cidade.

32 Muito melhor é o homem paciente que o guerreiro, mais vale controlar as emoções e os ímpetos do que conquistar toda uma cidade!

32 He who is slow to anger is better than the mighty, And he who rules his spirit, than he who captures a city.

33 A sorte se lança no regaço, mas do SENHOR procede toda a sua disposição.

33 A sorte se lança no regaço; mas do Senhor procede toda a disposição dela.

33 A sorte é lançada no colo, mas a decisão correta vem do SENHOR!

33 The lot is cast into the lap, But its every decision is from the LORD.



Public Domain - Portuguese Bible [Almeida:1628-1691]

Bíblia King James Atualizada (Português) © 2012 Abba Press. Usado com permissão.

n/a

New American Standard Bible Copyright ©1960, 1962, 1963, 1968, 1971, 1972, 1973, 1975, 1977, 1995 by The Lockman Foundation, La Habra, Calif. All rights reserved. For Permission to Quote Information visit http://www.lockman.org