Salmos 74



1 Ó Deus, por que nos rejeitaste para sempre? Por que se acende a tua ira contra as ovelhas do teu pasto?

1 Ó Deus, por que nos rejeitaste para sempre? Por que se acende a tua ira contra o rebanho do teu pasto?

1 Poema da família de Asafe. Por que, ó Deus, esta rejeição sem fim, esta ardente cólera contra as ovelhas de teus pastos?

1 O God, why have You rejected us forever? Why does Your anger smoke against the sheep of Your pasture?

2 Lembra-te da tua congregação, que compraste desde a antiguidade; da tua herança que remiste, deste monte Sião, em que habitaste.

2 Lembra-te da tua congregação, que compraste desde a antigüidade, que remiste para ser a tribo da tua herança, e do monte Sião, em que tens habitado.

2 Lembra-te da comunidade que adquiriste desde a origem, da tribo que reivindicaste como herança, do monte Sião, onde fizeste tua morada!

2 Remember Your congregation, which You have purchased of old, Which You have redeemed to be the tribe of Your inheritance; And this Mount Zion, where You have dwelt.

3 Levanta-te contra as perpétuas assolações, contra tudo o que o inimigo tem feito de mal no santuário.

3 Dirige os teus passos para as perpétuas ruínas, para todo o mal que o inimigo tem feito no santuário.

3 Dirige teus passos para essas eternas ruínas! O inimigo tudo devastou no santuário.

3 Turn Your footsteps toward the perpetual ruins; The enemy has damaged everything within the sanctuary.

4 Os teus inimigos bramam no meio dos lugares santos; põem neles as suas insígnias por sinais.

4 Os teus inimigos bramam no meio da tua assembléia; põem nela as suas insígnias por sinais.

4 Teus adversários rugiram no lugar de tua assembleia, erigiram seus estandartes como insígnias.

4 Your adversaries have roared in the midst of Your meeting place; They have set up their own standards for signs.

5 Parecem-se com o homem que avança com o seu machado através da espessura do arvoredo.

5 A entrada superior cortaram com machados a grade de madeira.

5 Pareciam homens a brandir o machado em mata espessa,

5 It seems as if one had lifted up His axe in a forest of trees.

6 Eis que toda a obra entalhada quebram com machados e martelos.

6 Eis que toda obra entalhada, eles a despedaçaram a machados e martelos.

6 ao despedaçarem todos os entalhos, a golpes de machado e malho.

6 And now all its carved work They smash with hatchet and hammers.

7 Lançaram fogo ao teu santuário; profanaram, derribando-a até ao chão, a morada do teu nome.

7 Lançaram fogo ao teu santuário; profanaram, derrubando-a até o chão, a morada do teu nome.

7 Atearam fogo ao teu santuário, derrubaram e profanaram a morada do teu Nome.

7 They have burned Your sanctuary to the ground; They have defiled the dwelling place of Your name.

8 Disseram no seu coração: Despojemo-los de uma vez. Queimaram todos os lugares santos de Deus na terra.

8 Disseram no seu coração: Despojemo-la duma vez. Queimaram todas as sinagogas de Deus na terra.

8 Disseram em seu coração: “Juntos vamos oprimi-los!” E incendiaram, no país, todos os lugares de encontro com Deus.

8 They said in their heart, "Let us completely subdue them." They have burned all the meeting places of God in the land.

9 Já não vemos os nossos sinais, já não há profeta; nem há entre nós alguém que saiba até quando isto durará.

9 Não vemos mais as nossas insígnias, não há mais profeta; nem há entre nós alguém que saiba até quando isto durará.

9 Não mais vemos nossas insígnias, já não há profeta e não temos alguém, entre nós, que saiba até quando:

9 We do not see our signs; There is no longer any prophet, Nor is there any among us who knows how long.

10 Até quando, ó Deus, nos afrontará o adversário? Blasfemará o inimigo o teu nome para sempre?

10 Até quando, ó Deus, o adversário afrontará? O inimigo ultrajará o teu nome para sempre?

10 até quando, ó Deus, tripudiará o adversário? Blasfemará o inimigo teu Nome, sem cessar?

10 How long, O God, will the adversary revile, And the enemy spurn Your name forever?

11 Por que retiras a tua mão, sim, a tua destra? Tira-a do teu seio e consome-os

11 Por que reténs a tua mão, sim, a tua destra? Tira-a do teu seio, e consome-os.

11 Por que retrais tua mão, e reténs tua destra contra o peito?

11 Why do You withdraw Your hand, even Your right hand? From within Your bosom, destroy them!

12 Todavia, Deus é o meu Rei desde a antiguidade, operando a salvação no meio da terra.

12 Todavia, Deus é o meu Rei desde a antigüidade, operando a salvação no meio da terra.

12 No entanto, Deus é rei desde sempre, é ele quem realiza vitórias na terra.

12 Yet God is my king from of old, Who works deeds of deliverance in the midst of the earth.

13 Tu dividiste o mar pela tua força; quebrantaste a cabeça dos monstros das águas.

13 Tu dividiste o mar pela tua força; esmigalhaste a cabeça dos monstros marinhos sobre as águas.

13 Com tua força fendeste o mar, e despedaçaste, sobre as águas, as cabeças dos monstros marinhos.

13 You divided the sea by Your strength; You broke the heads of the sea monsters in the waters.

14 Fizeste em pedaços as cabeças do leviatã, e o deste por mantimento aos habitantes do deserto.

14 Tu esmagaste as cabeças do leviatã, e o deste por mantimento aos habitantes do deserto.

14 Esmagaste as cabeças do Leviatã e o serviste de alimento aos habitantes do deserto.

14 You crushed the heads of Leviathan; You gave him as food for the creatures of the wilderness.

15 Fendeste a fonte e o ribeiro; secaste os rios impetuosos.

15 Tu abriste fontes e ribeiros; tu secaste os rios perenes.

15 Fizeste jorrar fontes e torrentes, e secar rios impetuosos.

15 You broke open springs and torrents; You dried up ever-flowing streams.

16 Teu é o dia e tua é a noite; preparaste a luz e o sol.

16 Teu é o dia e tua é a noite: tu preparaste a luz e o sol.

16 O dia é teu, é tua a noite; criaste a luz e o sol.

16 Yours is the day, Yours also is the night; You have prepared the light and the sun.

17 Estabeleceste todos os limites da terra; verão e inverno, tu os formaste.

17 Tu estabeleceste todos os limites da terra; verão e inverno, tu os fizeste.

17 Os limites da terra estabeleceste; verão e inverno foram por ti determinados.

17 You have established all the boundaries of the earth; You have made summer and winter.

18 Lembra-te disto: que o inimigo afrontou ao SENHOR, e que um povo louco blasfemou o teu nome.

18 Lembra-te disto: que o inimigo te afrontou, ó Senhor, e que um povo insensato ultrajou o teu nome.

18 Lembra-te, em teu poder, de que o inimigo te ultrajou, ó Eterno, e de que o povo infame contra teu Nome blasfemou.

18 Remember this, O LORD, that the enemy has reviled, And a foolish people has spurned Your name.

19 Não entregues às feras a alma da tua pombinha; não te esqueças para sempre da vida dos teus aflitos.

19 Não entregues às feras a alma da tua rola; não te esqueça para sempre da vida dos teus aflitos.

19 Não permitas que seja entregue às feras a alma de tua pomba, Israel, nem esqueças para sempre a vida dos teus filhos!

19 Do not deliver the soul of Your turtledove to the wild beast; Do not forget the life of Your afflicted forever.

20 Atenta para o teu concerto, pois os lugares tenebrosos da terra estão cheios de moradas de crueldade.

20 Atenta para o teu pacto, pois os lugares tenebrosos da terra estão cheios das moradas de violência.

20 Considera a aliança, pois os esconderijos do país encheram-se de covis da violência.

20 Consider the covenant; For the dark places of the land are full of the habitations of violence.

21 Oh! Não volte envergonhado o oprimido; louvem o teu nome o aflito e o necessitado.

21 Não volte envergonhado o oprimido; louvem o teu nome o aflito e o necessitado.

21 Não permitas que o oprimido se retire humilhado! Faze que o pobre e o necessitado louvem o teu Nome.

21 Let not the oppressed return dishonored; Let the afflicted and needy praise Your name.

22 Levanta-te, ó Deus, pleiteia a tua própria causa; lembra-te da afronta que o louco te faz cada dia.

22 Levanta-te, ó Deus, pleiteia a tua própria causa; lembra-te da afronta que o insensato te faz continuamente.

22 Levanta-te, ó Eterno, e defende a tua causa; lembra-te de como os insensatos zombam de ti dia e noite.

22 Arise, O God, and plead Your own cause; Remember how the foolish man reproaches You all day long.

23 Não te esqueças dos gritos dos teus inimigos; o tumulto daqueles que se levantam contra ti aumenta continuamente.

23 Não te esqueças da gritaria dos teus adversários; o tumulto daqueles que se levantam contra ti sobe continuamente.

23 Não ignores o rugido dos opressores, o alvoroço dos que se erguem contra ti, e destrói-os para sempre!

23 Do not forget the voice of Your adversaries, The uproar of those who rise against You which ascends continually.



Public Domain - Portuguese Bible [Almeida:1628-1691]

Bíblia King James Atualizada (Português) © 2012 Abba Press. Usado com permissão.

n/a

New American Standard Bible Copyright ©1960, 1962, 1963, 1968, 1971, 1972, 1973, 1975, 1977, 1995 by The Lockman Foundation, La Habra, Calif. All rights reserved. For Permission to Quote Information visit http://www.lockman.org